Cultura japonesa. Quando citamos tal expressão, logo nos vêm à cabeça música, dança e outras demonstrações alusivas ao Japão. Ainda mais agora, quando o Centenário da Imigração está tão em voga no Brasil.

Mas muitos nem imaginam quanto os nikkeis batalharam nesse período todo para se estabelecerem em um país tão diferente, com diferenças gritantes de costumes e tradição. Mas, apesar de todos os percalços, conseguiram vencer.

É justamente nesse ponto que entra o Nikkey Cultural. Criado a partir de um grupo de amigos que em comum tinham – e têm - a paixão pelas raízes nipônicas, bem como a manutenção da cultura japonesa, resolvemos instituir uma associação que pudesse reunir periodicamente os amantes, em especial, do karaokê e da dança. Dali para a estruturação do nosso “Karaokê Dance” foi um pulo, afinal, temos como objetivo principal levar a alegria e a harmonia entre os participantes.


Em 2008 completamos 10 anos. Sonhos, dedicação e felicidade permeiam nossos bailes realizados todos os domingos, cuja receptividade tem sido mais do que esperada. Afinal, é uma imensa alegria receber caravanas de várias cidades fora de São Paulo, quando ampliamos nossa rede de amizades. Isso sem contar nos freqüentadores de longa data. Também temos como uma grande triunfo sermos o idealizador do Karaokê Dance, pois, mesmo que muitas entidades e associações tenham aderido à tal forma de lazer, nem mesmo no Japão temos notícias de eventos assim caracterizados.

Gostaria de ressaltar que nem só de bailes é formado a estrutura do Nikkey Cultural. Com o pensamento de sempre agregar serviços e facilidades, temos, ao longo destes 10 anos, inserido aulas e cursos culturais, tais como aulas de dança, informática, língua japonesa, violão e, claro, o karaokê. Além de todas essas atividades, formamos ainda grupos de excursão e intercâmbio, inclusive com outros países.

Graças ao grande número de parceiros, temos hoje uma variada gama de atividades e queremos, como toda associação, expandir nossos planos. Mesmo não tendo nenhum fim político ou mesmo apoio governamental. Afinal, viemos de um sonho. E como todo sonho, temos de continuar em frente, com a cabeça erguida.

Saudações
José Iritsu

Presidente do Grupo de Amigos Nikkey Cultural